24 de maio de 2005

Shhhhhhh!

Vou contar-vos um segredo..
Eu estou a acabar o curso e sinto-me muito realizada na medida em que depois de todas as dúvidas, concluí que este é mesmo o caminho que quero seguir. Mas independentemente disso, existe uma grande paixão que de vez em quando se manifesta numas ondas de criatividade (em alturas mais que impróprias, nomeadamente, época de exames) meio esquisitas...
Eu gostava de ser marceneira. :)
Fui eu que fiz a minha mesa de cabeceira, um módulo com uma prateleira e rodinhas.. e também transformei a estante antiga do meu quarto.. estava ao alto e agora está mais moderna, deitada, com uns melhoramentos (acrescentei umas quantas prateleiras. (e olhem que quem a vê, pensa que é uma estante nova da habitat, ou assim).
No verão passado, também me atirei à estante do meu irmão e arranjei maneira de lhe transformar o quarto sem gastarmos um tusto. Só pela diversão, mesmo. E até ficou muito fixe.
Hoje andei às voltas com uma estante que comprei no aki. Não foi um grande desafio, porque é uma daquelas já feitas, e só é preciso aparafusar.
Isto deu-me uma ideia. É que eu ainda não sei trabalhar com os Black & Deckers cá de casa (um para furar as paredes e outro mais pequeno só para aparafusar) . Hm..já tenho tpc. Amanhã vou ler as instruções.

6 comentários:

  1. Antes marceneira do que mercenária. :o)

    ResponderEliminar
  2. lol linda :) não é dificil! eu também sou assim e monto tudo lá em casa! e também já fiz alguns projectos criados por mim :) tinha sempre 5 a madeiras hehe!

    ResponderEliminar
  3. Parece que já estou a ver a cena. Tu a fazeres um móvel para a sala e o teu homem aos berros a dizer que o almoço já está na mesa a arrefecer.
    E boa sorte para o fim do teu curso. Não há muita gente a chegar a essa altura e pensar que está no caminho certo.

    ResponderEliminar
  4. já podes ir trabalhar prakele programa do people and arts: «minha casa, sua casa» hehehe

    ResponderEliminar
  5. Que espectáculo!
    És a mulher dos sete ofícios!
    Talvez quando tiver a minha casa possa ser um bocadinho assim!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. São esses pequenos impulsos que não deves perder…e são certamente os momentos onde sentes com mais intensidade uma alegria interior, por aquilo que estás a fazer.
    Não deixes que "o resto" te faça esquecer esse prazer…

    ResponderEliminar